OMERTACOVER

2

Titulo: Omertá

Ano de Lançamento: 2012

Gêneros: Hard Rock, Heavy Metal, Progressive Metal

1. Undaunted: começando com sua melhor música, Omertá abre com uma excelente faixa de Heavy Metal com ótimo groove, letra decente, ótimo vocal por parte de Russel Allen e um refrão marcante. Nota: 4/5

2. Psychosane: uma música bem cantada, com versos mal escritos e uma melodia clichê, tem um bridge de mal gosto e um bom refrão, é uma faixa morna. Nota: 3/5

3. Indifferent: pesada e com um ótimo riff em seu início, “Indifferent” é uma semi-balada com letra fraca, bridge moderadamente legal e refrão chato. Nota: 2/5

4. All On the Line: a segunda balada do disco é mais leve e acentuada por boas linhas vocais de Russel Allen e versos decentes, mas uma letra mediana e um refrão sem carisma. Nota: 2.5/5

5. Hit the Wall: com um riff de peso, “Hit the Wall” tem uma boa performance vocal de Allen, versos decentes e um refrão divertido. Nota: 3.5/5

6. Feelin’ Me: uma faixa de Hard Rock com vocal mediano, letra ruim, bridge exagerado e refrão muito fraco é uma música que tenta ganhar o ouvinte com seu despojamento e uso de palavrões, mas peca miseravelmente. Nota: 2/5

7. Come Undone: com ótimo riff mas péssima melodia musical, “Come Undone” tinha tudo pra dar certo por ter uma letra decente mas peca pelos excessos e pretensiosidade. Nota: 2.5/5

8. Believe Me: “Believe Me” tem um riff decente e ótimos versos, tem letra fraca mas um bom refrão que salva a faixa. Nota: 3.5/5

9. Down to the Floor: uma música de Hard Rock com bons versos, letra mediana e refrão péssimo. Não tenho muito o que falar sobre ela. Nota: 2.5/5

10. Angel Sky: a terceira balada do disco tem uma melodia vocal legal e uma letra aceitável, o refrão é bem clichê mas a faixa  é respeitável. Nota: 3/5

11. Freight Train: a faixa mais agressiva do disco tem versos animados com uma boa performance vocal e um riff legal mas tem uma letra chatinha e um refrão péssimo. Nota: 4.5 de 10

Conclusão: é impressionante como músicos tão renomados e experientes conseguem fazer um disco tão fraco, que não agrega em nada pra carreira de nenhum deles e aposta em uma proposta vulgar e trivial. Não é o tipo de álbum que eu pegaria pra ouvir inteiro, definitivamente.

Destaques: “Undaunted”, “Hit the Wall” e “Believe Me”.

Anúncios