Em 2011, os talentosos músicos de Prog. Rock e Prog. Metal Maestrick lançaram um disco diverso e que abrangia uma larga gama de nuances do gênero musical apresentados mostrando talento e criatividade, e criando um espectro musical que a banda apelidou na época de lançamento de “aquarela musical”.

Capa Maestrick Unpuzzle.jpg

4

Título: Unpuzzle!

Ano de Lançamento: 2011

Gêneros: Prog. Metal, Prog. Rock

O disco começa com uma pesada música que transmite a pura energia e complexidade do Prog. Metal com uma boa letra e vocal de bom gosto com bastante influência do álbum Train of Thought (2003) do Dream Theater, com muitas quebras rítmicas e variações de intensidade onde a música chama a atenção por mostrar a habilidade dos membros que a certo ponto chega a ser comparável a de sua aparente fonte de inspiração, e essa maravilha de música se chama H.U.C., contando também com um ótimo solo pra finalizar. Aquarela é a música que segue e disco, com um andamento mais divertido e uma performance vocal mais próxima do Power Metal do que do Prog. Metal, tem um refrão que inclusive lembra Sonata Arctica em seu auge e mostra até certa criatividade em uma sonoridade que podia ter soado batida. Pescador é uma linda música enraizada na arte brasileira, com belo uso de flauta e violão meio caipira, além de sanfona, mostrando que a banda não deixou de lado a cultura nordestina no diverso disco, fazendo dela um de seus pontos altos com seu vocal afinado em português, excelente solo e intenso refrão.

Sir Kus é um interlúdio delicado com vozes de fundo e mais uso de sanfona em uma música de aparência circense que abre espaço para Puzzler, uma das músicas mais inovadoras do disco que apresente um sensacional instrumental, linhas vocais únicas, letra interessante e toques de música italiana em toda a sua duração. Disturbia tem uma entrada atmosférica e misteriosa que logo da espaço a um excelente piano que serve de abertura pra uma deliciosa música de Prog. Metal com arranjo caprichado, várias quebras rítmicas e uma emocional performance vocal de Fabio Caldeira que explode em um vigoroso e divertido refrão que da um tom descompromissado ao disco apesar da letra séria. Treasures of the World começa com uma espetacular piano de beleza e delicadeza ímpar logo agregado a um vocal aveludado e belo com afinação incrível em uma faixa emocional e crescente em intensidade chegando a seu pico após quase 2 minutos de música onde ela começa a abordar uma sonoridade jovial e bonita com letra inspiradora e que escancara o quão excelente é a mixagem e produção do disco. Radio Active começa com o som de notícias sobre a segunda guerra mundial, seguidas de um viciante solo com um a quebra durante todo o seu verso em uma sonoridade divertida mas com letra séria que se desenvolve até chegar no político e agressivo refrão da música, finalizando com um ótimo solo que mostra expertise de todos os instrumentistas da banda.

Smilesnif tem um início meio sombrio com um agudo trabalho de teclado que logo se desenvolve para uma ótima música de Prog. Metal com excelente vocal, uma boa letra que apesar de meio rasa tem sua beleza própria. Ela é seguida por Yellown of the Ebrium, uma interessante música diferente de tudo o que existe no disco, com um toque blueseiro e uma participação de uma cantora em sua lenta e emocional forma de fazer música. Contando inclusive com um trecho em português na sua segunda metade que mostra versatilidade no estilo da banda. O disco é finalizado com a épica Lake of Emotions que tem surpreendentes 21:03 de duração, com mais vocal feminino acompanhando na emocional faixa de belo refrão e cheia de quebras rítmicas fodas que mostram muita habilidade dos membros, passando a ser uma música divertida após alguns minutos.

Destaques: H.U.C., Pescador, Puzzler, Treasures of the World e Radio Active.

Anúncios