Em seu quarto disco solo King Diamond continua em seu auge com uma sonoridade diversa e carregada de poderosos riffs e as já usuais performances intensas do mestre Diamond em músicas marcantes e que esbanjam poder.

1072

4

Título: Conspiracy

Ano de Lançamento: 1989

Gêneros: Heavy Metal, Black Metal

Começando atmosférica e sombria, “At the Graves” tem o infame grito crescente da palavra ‘rise’ ao fim de sua entrada e mostra um vocalista inspirado e acompanhado de instrumentistas experientes que sabem fazer música boa. “Sleepless Nights” é a música mais popular do disco, contando com um excelente clipe, instrumental de técnica apurada e uma performance vocal melancólica mas diabólica de King Diamond. “Lies” tem um riff cadenciado muito divertido e que mostra quebras a todo momento em seu início, antes de entrar para a base relativamente simples que é acompanhada de uma inspirada performance de Diamond. “A Visit from the Dead” é uma Power Ballad com um excelente instrumental e uma amena performance vocal em sua primeira metade, para depois ganhar peso e se tornar um petardo do Heavy Metal com sua agressividade latente e uma perfeita performance vocal. “The Wedding Dream” é uma música direta, com bastante velocidade e peso em sua essência, além de inspiradas quebras rítmicas e uma performance vocal extrema de Diamond que varia de um vocal brutal, rasgado e ríspido a um falsete estridente e obscuro da forma que só ele sabe fazer.

““Amon” Belongs to “Them”” é uma pesada faixa de Black Metal com vocais impactantes da parte de King Diamond e um refrão de fácil assimilação. “Something Weird” é uma paranoica e alucinada música de Heavy Metal sinfônico que serve de abertura para “Victimized”, a música mais Heavy Metal do disco, com um excelente instrumental e versos viciantes e um refrão incrível, sendo o ponto alto do trabalho e me atraindo muito por seus toques neo-clássicos, vocais que exacerbam habilidade e um belo solo. “Let It Be Done” é um interlúdio monologado que serve de abertura para a última música do disco. “Cremation” é uma música um pouco arrastada e que demora bastante pra ‘pegar no tranco’, apresentando enfim um instrumental simplista mas caprichado.

Destaques: “Sleepless Nights”, “A Visit from the Dead” e “Victimized”.

Anúncios