Em seu disco mais Pop o Kiss não faz feio, e com Paul Stanley em seu auge vocal temos uma grata surpresa em um Hard Rock robusto e de forte impacto que emplacou diversos hits no fim dos anos 80.

Crazy Nights

3

Gêneros: Pop Metal, Hard Rock

“Crazy Crazy Nights” é uma divertida faixa em homenagem ao Rock, com versos com letras um tanto bobas mas a dose certa de peso e um riff excelente que é acompanhado de uma forte performance vocal e um refrão marcante. Falando de performances vocais ainda temos “I’ll Fight Hell to Hold You” tem a melhor performance vocal da história do Kiss, provida das poderosas cordas vocais de Paul Stanley que aqui interpreta uma música extremamente gritada com primor, pra Bruce Dickinson nenhum botar defeito. Ela é também a minha música favorita do disco. “Bang Bang You” é uma música saudosista, com uma performance vocal marcante de Paul Stanely, remetendo aos primeiros anos da banda, mas sem o mesmo carisma e inspiração lírica, sendo uma faixa que desaponta graças a sua letra trivial. “No, No, No” começa com um curto e bem colocado solo e rapidamente ganha peso em uma música que demonstra virtuosismo e tem uma impactante interpretação de Gene Simmons em uma sonoridade rica mas com um refrão um pouco enjoativo e um certo excesso de solos, prejudicando gravemente o andamento da música. Ela é seguida pela morna “Hell or High Water”, com um vocal de gosto duvidoso de Gene Simmons e um refrão muito repetitivo. “My Way” é mais uma música memorável com uma emocional e aguda performance vocal de Paul Stanely em versos bem feitos e ainda contando com um refrão que fala sobre independência e viver da forma que bem entende, e que cativa pra caralho.

“When Your Walls Come Down” inegavelmente tem um ótimo riff base mas tem uma letra chinfrim e um refrão pouco inspirada, moderadamente salva apenas pelo divertido refrão. “Reason to Live” é uma carismática música de Hard Rock, com uma excelentes vocais de Paul Stanely, com versos inspirados mas um refrão que supera todos os outros elementos da música. “Good Girl Gone Bad” tem uma boa interpretação de Simmons, uma dose certeira de peso e um cunho melódico, apesar da letra sacana, sendo a única música de qualidade imaculada de nosso amado Gene Simmons em todo o disco. “Turn On the Night” é uma divertida música de Hard Rock, que apesar de sua proposta simples conta com fortes vocais de Stanley, apenas decepcionando com o seu refrão que não faz jus a qualidade dos versos. “Thief in the Night” é uma faixa cadenciada, com uma performance vocal pouco inspirada de Simmons e um refrão que cheira a auto-plágio de longe, fechando o trabalho em ritmo não muito bom.

Destaques: “Crazy Crazy Nights”, “I’ll Fight Hell to Hold You” e “My Way”.

Anúncios