Sinopse: Django é um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão (que será vivido por Christoph Waltz) torna-se um mercenário perigoso. Depois de auxiliar seu mentor em alguns trabalhos por dinheiro, os dois partem para uma missão pessoal: encontrar e libertar a esposa de Django das garras de um fazendeiro inescrupuloso.

411880-django-unchained.jpg

4

Título: Django Livre (Django Unchained)

Direção: Quentin Tarantino

Ano de Lançamento: 2012

Gênero: Faroeste, Ação

O Django de Quentin Tarantino é um filme brilhante com grande elenco que tem uma fotografia fenomenal, edição de som e imagem perfeitos, trilha sonora memorável, uma grande direção e uma excelente trama, que mostra os abusos cometidos contra escravos no século 19 e cenas de tortura um tanto difíceis de assistir. Leonardo DiCaprio faz uma das melhores performances na sua carreira, beirando o metodismo, e Jamie Foxx mostra que ele tem muito mais que apenas talentos musicais. O personagem de Christoph Waltz o rendeu um Oscar muito merecidamente, por ter interpretado um personagem marcante, e inesquecível, com classe indiscutível e um poder de interpretação impecável. O filme lida bem com humor, principalmente negro (sem trocadilhos), e várias cenas são divertidas sem o mínimo esforço da produção. O longa é interessantíssimo para todos os públicos, por se tratar de um Western moderno e cheio de reviravoltas que tendem a atrair o público mais jovem. Fora a violência extrema que é sempre presente nos filmes de Tarantino e aqui não deixa de destacar por sua origem crua e brutal, exacerbada em seu final. O talento em contar histórias dos roteiristas é nítido e o enredo é genial, digno de aplausos, assim como o andamento do filme que tem conteúdo, sim, pra preencher suas mais de duas horas e meia de duração. Tem até Samuel L. Jackson fazendo uma excelente pontinha. Filme altamente recomendado, principalmente para os fãs do diretor.

Melhor Cena: o tiroteio final.

Anúncios