Sinopse: Sandra Bullock interpreta a Dra. Ryan Stone, uma brilhante engenheira médica em sua primeira missão espacial, ao lado do veterano Matt Kowalsky (George Clooney) no comando de seu último voo antes da aposentadoria. Em uma operação de rotina fora da nave, o desastre acontece. A nave é destruída, deixando Stone e Kowalsky à deriva no espaço, ligados um ao outro apenas por um cabo. Um silêncio ensurdecedor diz que eles perderam qualquer contato com a Terra – e qualquer chance de resgate. O medo vira pânico, consumindo rápido o pouco oxigênio que resta. O único meio de voltar pra casa talvez seja se jogar de vez na aterrorizante vastidão do espaço.

gravity-poster.jpg

4

Título: Gravidade (Gravity)

Direção: Alfonso Cuarón

Ano de Lançamento: 2013

Gêneros: Thriller, Ficção Científica

Cheio de tensão e com uma construção magnífica, Gravidade é um belíssimo Thriller que excede os limites acreditáveis em fotografia e efeitos especiais, sendo o filme mais visualmente impactante e belo da década 2010 até agora. A produção é exímia e caprichada em todos os aspectos técnicos, sejam eles relacionados a sua fotografia e cinematografia, ou relacionados questões de som, e o filme passa muito bem a ideia de estar sozinho no espaço tendo como grave defeito a constante repetição de acontecimentos, o que faz do filme repetitivo e para alguns, até mesmo inconveniente. Vale ressaltar que a direção de Alfonso Cuarón é primorosa e Sandra Bullock da uma aula de atuação, com cenas do mais puro drama sendo passadas com força por seu personagem, a Ryan. O final é feliz, por incrível que pareça, depois de muita repetição e elementos sendo usados exaustivamente, mas no pesar de seus defeitos é encontrada a sua força e ele é um dos filmes mais surpreendentes tecnicamente já feitos apesar de ser meio paradão. A terra vista de cima é o efeito mais impressionante que o longa consegue mostrar, e a sua proximidade da cena real é incrível, mas contando com a repetição e a lentidão dos acontecimentos fica difícil não tirar meio ponto do filme e o seu Escolha do Editor quase merecido.

Melhor Cena: Ryan de volta a terra.

Anúncios