Sinopse: 1º de agosto de 1969. Três cartas diferentes chegam aos jornais San Francisco Chronicle, San Francisco Examiner e Vallejo Times-Herald, enviadas pelo mesmo remetente. A carta enviada ao Chronicle trazia a confissão de um assassino, dando detalhes da morte de 3 pessoas e da tentativa de homicídio de outra, com informações que apenas a polícia e o assassino poderiam saber. As três cartas formavam um código que supostamente revelaria sua identidade ao ser decifrado. O assassino exigia que as cartas fossem publicadas, caso contrário mais pessoas morreriam. Um casal de Salinas consegue decodificar a mensagem, mas é Robert Graysmith (Jake Gyllenhaal), um tímido cartunista editorial, que descobre sua intenção oculta: uma referência ao filme “Zaroff, o Caçador de Vidas” (1932). Os assassinatos e as cartas se sucedem, provocando pânico na população de San Francisco. A situação faz com que os detetives David Toschi (Mark Ruffalo) e William Armstrong (Anthony Edwards) e o repórter Paul Avery (Robert Downey Jr.), que trabalham no caso, tornem-se celebridades instantâneas. Graysmith, que trabalha no mesmo jornal de Avery, apenas ajuda quando lhe é permitido. Mas o Zodíaco, como o assassino era chamado, estava sempre um passo a frente.

dvd-filme-zodiaco-dubladolegendadolacrado-14296-MLB214220223_2529-F.jpg

4

Título: Zodíaco (Zodiac)

Direção: David Fincher

Ano de Lançamento: 2007

Gêneros: Mistério, Thriller

Zodíaco é um filme tenso com extrema inteligência e complexidade, mostrando a caçada de gato e rato atrás de um assassino que se auto-nomeia Zodíaco e some após uma série de assassinatos misteriosos que deixam a polícia e a imprensa loucos com provocações e quebras cabeças dando dicas sobre sua identidade. O roteiro é denso e com várias reviravoltas, revigorando o gênero Suspense com genialidade e poder de persuasão sendo bem vendido como um puta Thriller que prende a atenção do começo ao fim e tem sua tensão constantemente ampliada e chegando ao seu ápice no controverso fim que deixou milhões de boca aberta. A trama envolve muitos personagens, sendo vários deles estrelas do cinema, e todos dispõem de uma excelente atuação em excelentes papéis. Especialmente Mark Rufallo e Jake Gyllenhaal. A trama é intrincada em contradições e profundidade, e vai se desdobrando em suas mais de duas horas e meia com estilo e jeito. O filme triunfa em seu Suspense agoniante, e muito bem feito por sinal, e o longa se torna muito fiel aos fatos reais em que foi baseado, mostrando toda a habilidade de David Fincher em contar histórias que prendem e surpreendem o espectador. Altamente recomendado.

Melhor Cena: a reviravolta final.

Anúncios