Infinite Entanglement.jpg

2

Título: Infinite Entqanglement

Características: Poderoso, Bem Cantado, Bem Tocado, Chato, Sem Criatividade

Ano de Lançamento: 2016

Gêneros: Heavy Metal, Power Metal

Tracklist:

  1. Infinite Entanglement
  2. A Thousand Years
  3. Human
  4. What Will Come
  5. Stars Are Burning
  6. Solar Wind
  7. The Dreams of William Black
  8. Calling You Home
  9. Dark Energy 256
  10. Independence
  11. A Work of Anger

O britânico e eterno ex-vocalista da banda Iron Maiden, Blaze Bayley, causou baixas expectativas em relação a seu novo disco porque o último, lançado em 2012 e intitulado The King of Metal, foi pretensioso demais e acabou caindo por terra como o trabalho mais fraco em que Blaze já se envolveu. Em 2016, inspirado e revigorado ele lança um disco mediano e conceitual, mas que ultrapassa em criatividade seu último trabalho. Com uma sonoridade próxima a de sua época no Iron Maiden, ele decide seguir um caminho meio óbvio mas que já funciona desde o começo com a matadora “Infinite Entanglement”, que conta com uma esplendida performance vocal de Bayley e riffs alucinantes, além de uma pequena influência do último trabalho lançado pelo Iron Maiden, The Book of Souls (2015). “What Will Come” é uma deliciosa faixa de Rock Progressivo com uma visionária e poderosa performance de Blaze Bayley. Talvez até a melhor de sua carreira. “Solar Wind” tem um riff alucinante e uma ótima letra, mas uma melodia não muito agradável, e repetitiva, que atrapalha a música. “The Dreams of William Black” é um desnecessário interlúdio, sem inspiração alguma, que apenas serve de abertura para a próxima faixa. “Dark Energy 256” é uma música intensa, com excelente instrumental, um bom vocal e uma letra decente, tendo um refrão simplista mas muito divertido instrumentalmente. “Independence” é uma faixa que tenta soar épica mas falta poder nela e ela é a maior decepção do trabalho, fazendo ele perder pelo menos um ponto na nota final. O resto, seja bom ou ruim, é insignificante.

Destaques: “Infinite Entanglement”, “What Will Come” e “Dark Energy 256”.

Anúncios