Sinopse: O aspirante a escritor Nick Carraway (Tobey Maguire) deixa o centro-oeste americano e chega a Nova York na primavera de 1922, uma era de afrouxamento moral, jazz resplandecente e rios de contrabando. Perseguindo seu próprio sonho americano, Nick vira vizinho de um misterioso e festeiro milionário, Jay Gatsby (Leonardo DiCaprio), quando vai viver do outro lado da baía com sua prima Daisy (Carey Mulligan) e seu marido mulherengo de sangue azul, Tom Buchanan (Joel Edgerton). É assim que Nick é atraído para o mundo cativante dos milionários, suas ilusões, amores e fraudes. Ao testemunhar fatos de dentro e fora do mundo que ele habita, Nick escreve um conto de amor impossível, sonhos incorruptíveis e tragédias que espelham nossos próprios conflitos em tempos modernos.

gatsby-3d.jpg

4

Título: O Grande Gatsby

Características: Vintage, Estiloso, Dramático, Festivo, Provocante, Emocionante, Impactante

Direção: Baz Luhrmann

Ano de Lançamento: 2013

Gêneros: Drama, Romance

A vida de Gatsby parece completa, mas não é. O oceano o separa de sua amada e ele vive dando festas apoteóticas pra disfarçar sua tristeza interior que é cruel. Essa chama é reacesa quando Gatsby conhece Nick, que o incentiva a correr atrás de seu sonho a qualquer custo. Ditos os ritos iniciais do filme entra a realidade: a vida é uma merda. Mesmo nos filmes ela é uma merda. E não importa o quanto de dinheiro que Gatsby tem, ele continua um cara miserável. O Grande Gatsby é um filme que explora muito bem o talento de Leonardo DiCaprio com um dos personagens mais complexos e instáveis de sua carreira, e a confusão mental que ele causa a si mesmo é  desconfortável para o espectador que se colocar no lugar dele. Vida vazia é foda. Mas tudo pode acabar bem, não pode? Vai ter que assistir esse romance emocionante pra descobrir. O que eu tenho a dizer é que ele é um filme ambicioso e grandioso, com muito impacto emocional e uma carga dramática intensa. Ele tem a segunda melhor performance de Leonardo DiCaprio, perdendo apenas pra A Origem (2010), e ele merecia ter ganhado Oscar de melhor ator por qualquer um desses dois, sendo que veio a ganhar no não tão merecido O Regresso (2015). Tobey Maguire também tem uma boa performance e não decepciona em sua atuação, que diferindo da trilogia Homem Aranha era um bebezão, chorão e sem graça. A  direção de arte desse filme é a melhor apresentada em toda a carreira de Leonardo DiCaprio e realmente impressiona, com alguns dos takes mais belos já feitos, como o que coloquei de capa dessa postagem. A edição de imagem também beira a perfeição e impressiona por sua robustez e a trilha sonora é magnífica. Esse é um drama recomendado para todos os públicos, e eu creio que quem seguir minha sugestão não vai se arrepender.

Melhor Cena: o glamour da primeira festa.

Anúncios