Não recomendado para menores de 12 anos.

Sinopse: Britt e Kato veem a chance de fazer algo significativo pela primeira vez em suas vidas: combater o crime. Mas para fazer isso, decidem se tornar foras da lei. Britt se transforma no Vigilante Besouro Verde.

besouro_verde_4.jpg

2

Gêneros: Ação. Comédia.

Dirigido por Michel Gondry.

Protagonizado por Seth Rogen, Cameron Diaz e Christoph Waltz.

O Besouro Verde é um filme muito cansativo. Sério. Depois de uma hora eu já fiquei com sono e ele me surpreendeu negativamente, com uma trama desinteressante, atuações medianas (exceto o papel de vilão do Christoph Waltz) e pouca emoção, com um herói que é muito confiante e se empolga demais com coisas bobas, Seth Rogen está em um dos piores papéis de sua vida, e impressiona negativamente com tamanha falta de carisma de seu personagem.

Ele e seu melhor amigo decidem combater o crime em uma cidade fora de controle, e misturam humor fraco a cenas de ação inóspitas. Pouco se aproveita do filme e ele não chama a atenção em nenhum aspecto, com cenas irritantemente sem graça e uma pose de justiceiros que não convence.

Eu gosto do Seth Rogen, ele tem muitos papéis carismáticos em sua carreira, mas isso não se repete aqui e ele desagrada, em grande parte graças a seu roteiro raso e cenas pouco elaboradas e que limitam o espaço para desenvolvimento de personagens. Apenas Chudnofsky é um personagem bem construído e que cativa, como mais um papel de destaque de um dos melhores atores da atualidade, que é Christoph Waltz, que faz o papel de um chefão da máfia que está sendo prejudicado pelo Besouro Verde.

Enfim, é uma perseguição de gato e rato lenta e cansativa, que definitivamente não me despertou interesse e já se tornou maçante antes mesmo do fim da primeira metade, e a censura não parece apropriada, pois a violência equivale a um filme de 14 anos na classificação indicativa, mas quem sou eu pra reclamar. O que importa é que o saldo final é negativo e a produção é estúpida e mediana, não aproveitando bem a capacidade do ótimo elenco. Passe longe.

Melhor Cena: A luta entre Britt e Kato.

 

Anúncios