Sinopse: Desta vez o inspetor francês Clouseau é chamado pelo chefe Dreyfus para investigar mais um roubo do famoso diamente Pantera Cor-de-Rosa. O suspeito principal é o aristocrata Charles Lytton, um ladrão de jóias conhecido como “O Fantasma”. Clouseau cria suas confusões cômicas de costume, enquanto tenta perseguir o desajustado criminoso. Quando Lytton, que nesta rara ocasião é inocente e quer se livrar da culpa, sai na trilha do verdadeiro criminoso, leva o atrapalhado Clouseau a uma divertida e desmiolada perseguição. É hora de Clouseau, com seus métodos criativos de dedução, levar o inspetor Dreyfus cada vez mais à beira da loucura.

a-volta-da-pantera-cor-de-rosa_t14381_jpg_290x478_upscale_q90

4

Características: Cômico. Absurdo. Engraçado. Exagerado. Contagiante.

Mais desastrado do que nunca, o inspetor Closeau de Peter Sellers é um excelente exemplo da era de ouro da Comédia britânica, com seu sotaque peculiar, dificuldades pra dizer certas palavras e um desastroso comportamento ele diverte sem partir pra vulgaridade dos filmes de Comédia de hoje em dia, usando apenas de artifícios criativos para divertir o expectador, que no meu caso, saí deste filme maravilhado com o talento que eu já conhecia de Peter Sellers através de um dos filmes mais engraçados da história, Dr. Fantástico (1964), um classicasso do cinema inglês.

As cenas cômicas são exageradas e tem forte apelo cômico, optando pelo absurdo para ser engraçado, com uma performance contagiante do elenco e muitos exageros o filme cativa muito, e é puro humor non-sense, a espécie que eu mais gosto, quando não escrachado demais, e este filme superou muito as minhas expectativas, que vinham pré-dispostas dos reboots dos anos 2000. Assisti o filme pela Netflix e cansei de dar gargalhadas. Um amigo chamado Will já havia me passado um vídeo com as melhores cenas dos filmes da era Peter Sellers, mas fora de contexto ele não foi muito engraçado. Ver as mesmas cenas novamente, com contexto, foi um excelente entretenimento e em três cenas eu cheguei a chorar de rir.

O filme começa lento, ao contrário dos filmes da era Steve Martin, mas assim que o roteiro vai se desenvolvendo, tudo fica mais interessante e hilário. O filme só não merece nota máxima pelos primeiros 30 minutos, que de fato, deixam a desejar, mas ele é ainda altamente recomendado, apesar de suas características técnicas modestas, e também, é cinema essencial para todos os fãs de um bom filme de comédia e uma ótima pedida pra cinema em família no fim de semana. Aquele abraço, e até a próxima postagem.

Melhor Cena: O inspetor destrói um escritório.

Anúncios