Não recomendado para menores de 14 anos.

Sinopse: Após deixar a polícia, Brian O’Conner (Paul Walker) é forçado a participar de uma nova missão: se infiltrar no crime organizado de Miami de forma a investigar sobre o transporte de dinheiro sujo para Carter Verone (Cole Hauser), o chefe do tráfico local. Para tanto ele recebe a ajuda de seu ex-colega Roman Pearce (Tyrese) e da agente secreta Monica Clemente (Eva Mendes).

20077808-jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

3 estrelas

Gêneros: Ação, Policial e Aventura.
Dirigido por John Singleton.
Protagonizado por Paul Walker, Tyrese Gibson e Eva Mendes.

A falta do carismático personagem de Vin Diesel é clara desde o início do filme, que é desfalcado de um grande talento para filmes de Ação, mas ainda temos Paul Walker, o que dá para o gasto. A trama mostra um Brian O’Conner (Paul Walker) mais maduro e afastado da polícia, que recebe as instruções para uma nova missão onde ele deve buscar um chefão do tráfico em Miami que está fazendo dinheiro grande na cidade e dando dor de cabeça para a polícia.

Paul Walker recebe a ajuda de Tyrese e Eva Mendes, dois bons atores que completa o trio cativante de mocinhos do filme. Consideravelmente mais fraco que o filme anterior, + Velozes + Furiosos foi o filme que alavancou a fama da franquia apesar de sua qualidade por vezes questionável, mas é um entretenimento válido, com cenas de corrida alucinantes e uma trama redondinha, sem muitos erros e com personagens que me agradaram e exploram bem o talento dos envolvidos.

Não é uma maravilha de filme, mas para fãs de filmes de Ação e de carros tunados, ou pessoas que gostaram do primeiro filme, é uma experiência satisfatória e intensa, que se divide entre momentos tensos e cômicos com maestria, e conta com uma excelente performance do saudoso Paul Walker, que aqui tem uma seu personagem melhor desenvolvido e aprofundado, para se tornar no personagem cativante que agradou por tantos anos os fãs da série já estabelecido neste filme, que tem cheiro de real início da série por uma quantidade maior de carrões, mais intriga, mais seriedade, mais rachas e um andamento mais intenso e contagiante, mas novamente, Vin Diesel faz falta e apenas por isso o filme perde meio ponto.

Concluindo, é um bom filme, mas nada de espetacular, e promete agradar os fãs da série, os fãs dos atores, quem gosta de carrões tunados e aqueles que buscam por exorbitantes quantidades de ação.

Melhor Cena: A aposta de carros.
Anúncios