Não recomendado para menores de 14 anos.

Sinopse: O professor Howard Birack (Victor Wong) e um grupo de estudantes e cientistas especializados são convocados pelo padre Loomis (Donald Pleasence) para investigar um misterioso recipiente contendo um líquido verde, guardado durante séculos em uma igreja abandonada. Ao abrir o recipiente, o líquido começa a transformar os pesquisadores em malignos zumbis. Os membros que restaram da equipe descobrem que ali estava presa a essência de Satanás, que agora está prestes a abrir caminho para o seu pai, o todo poderoso Anti-Cristo. O terror domina, e os sobreviventes precisam lutar para salvar o mundo de uma fúria demoníaca adormecida por mais de sete milhões de anos.

b86d04c47226cafb7b3dc0ed3d750511

3-estrelas

Gêneros: Terror e Suspense.
Dirigido por John Carpenter.
Protagonizado por Donald Pleasence e Victor Wong.

Atuações fracas. Este é o elemento principal deste filme do mestre John Carpenter, que teve uma péssima escolha de elenco e pagou por isso se tornando um filme Trash oitentista, coisa que não era seu objetivo já que ele é lidado com uma bizarra seriedade que não convence. O filme se gira em torno de um padre que acaba libertando as forças de Satanás, que precede a chegada do anti-cristo.

É uma história que parece ser clichê mas com o toque de Carpenter, se torna um filme único e original, que carrega consigo um mistério interminável e um clima de horror constante que é atrapalhado pelo amadorismo do nada talentoso elenco, que abusa de performances exageradas e overacting que prometem desagradar profundamente os cinéfilos mais exigentes ou que buscam um filme que em sua plenitude, soa verdadeiro ou credível. Os efeitos especiais também são um destaque negativo.

É importante frisar que o filme passa longe de ser ruim e que suas referências a outros filmes do gênero só agregam à sua qualidade final, que não é comprometida pelos atores ruins. Se você busca por uma distração descompromissada ou um filme só pra gastar o tempo, O Príncipe das Sombras é um filme adequado para tais fins. Agora, se sua vontade é de assistir um filme com uma trama complexa, com atores de talento inquestionáveis, este filme será risível e também poderá ser um bom entretenimento por seus evidentes pontos negativos. Pra quem não é fã de Terror, é completamente dispensável.

Resumindo, eu o considero um filme legal e me surpreendi com algumas coisas, mas em certos momentos não segurei o riso ou a cara de “WHAT THE FUCK?”, e é apropriado para ser assistido apenas por um público bem limitado. Talvez uma refilmagem feita pelo próprio John Carpenter ajudaria;

Se você gostou da postagem, curta, compartilhe, comente e se inscreva no blog pra não perder nenhum post.

Melhor Cena: Os sonhos com Satanás.
Anúncios