21003265_20130503205816402.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Título Original: The Last House on the Left
Classificação Indicativa: 18 anos
Gêneros: Terror
Direção: Dennis Iliadis
Protagonistas: Garret Dillahunt, Michael Bowen e Joshua Cox

19062058.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx
Um dos filmes de Terror mais viscerais dos anos 2000, esse remake violento de um clássico de 1972 dirigido por Wes Craven é tudo o que podemos pedir de um diretor.
O filme é forte no roteiro, inventivo nas mortes, tem uma excelente fotografia e ainda por cima ótimas atuações. É pedir muito que esse filme melhore, ele tem um clima sujo e impactante e personagens muito bem desenvolvidos, cada um com uma personalidade distinta e ações programadas, para o bem ou para o mal.
Ele conta a história de Mari (Sara Paxton) e sua melhor amiga, que são sequestradas por uma família de assassinos que fugiu da polícia após provocar um acidente de transito fatal para os policiais que os levavam para outro distrito. A amiga de Mari é esfaqueada e Mari é estuprada e leva um tiro, e por coincidência, os assassinos acabam encontrando refugio justamente na casa da família de Mari, que mais tarde aparece a beira da morte na varanda da casa, e faz o casal de pais executarem um extremamente violento plano de vingança, com a ajuda do caçula da família psicopata, que deixa uma pista de que eles são os culpados ao ver uma foto da garota na geladeira e deixar um medalhão que pertence a ela na bancada da pia.
Engenhoso e cheio de qualidades, este é um filme que tende a agradar o grande público que gosta de histórias de vingança ou que simplesmente tem aquele sadismo sadio de ver um monte de sangue. Eu recomendo este filme para todo o público adulto fã de filmes de Terror e acredito que todos podem tirar proveito da densidade e criatividade desta violenta fábula. Assistam e comprovem.
Se gostou deste review comente, compartilhe e se inscreva pra receber novas postagens no seu e-mail. Até mais e aquele abraço.
Anúncios