p24118_p_v8_ab

4

Título Original: Hannibal

Direção: Ridley Scott

Gêneros: Terror, Thriller e Drama

Sinopse

Hannibal “Canibal” Lecter (Anthony Hopkins) está de volta, vivendo tranquilamente na Europa e trabalhando numa biblioteca. Mas uma antiga vítima pretende se vingar de seus atos do passado, usando Clarice Starling (Julianne Moore) como isca.

Hannibal decide partir pra visceralidade.

No segundo filme do Hannibal, uma sequência de O Silêncio dos Inocentes (1991), o canibal mais famoso do cinema está a solta em seu capítulo mais violento em toda a saga. Julianne Moore, minha atriz favorita, agora entra no lugar de Jodie Foster para interpretar uma versão mais velha de Clarice Starling, e dá show na sua interpretação digna de Oscar em um jogo de gato e rato com Hannibal enquanto o mesmo está obcecado por ela e uma das vítimas de Hannibal à usa para atrair o canibal em busca de vingança por confrontos passados que o deixaram desfigurado.

O pior filme da franquia é salvo pela violência extrema e a brilhante performance de Julianne Moore em um dos papéis mais desafiadores de sua carreira premiada como atriz. Sua interpretação é essencial pro sucesso da sequência e vemos uma Clarice mais corajosa, durona, experiente e agressiva nas medidas certas. A obra exemplifica como uma sequência pode ser coerente mas totalmente diferente, mantendo suas essências e se dedicando a trazer uma experiência fresca e jovial como poucas sequências conseguiram até hoje.

Logicamente ele não é do nível de O Silêncio dos Inocentes (1991) e do Dragão Vermelho (2002) mas não era de se esperar que o mesmo nível de perfeição fosse alcançado novamente, mas o mestre do Terror e Ficção Ridley Scott faz um trabalho bonito de se ver dirigindo este filme, em uma das empreitadas mais fascinantes de sua longa carreira. Eu, particularmente, gosto do filme principalmente pelo tom brutal que o filme toma, exibindo mais sangue que qualquer um dos outros 4 filmes da longa saga, e é claro, pela presença da atriz mais versátil que já existiu. Agora chega de puxar saco, bora falar um pouquinho sobre o filme. Ele é o mais recheado de tensão da franquia, o que exibe mais defeitos e qualidades exacerbadas pela corajosa direção de Ridley Scott e tem uma direção de arte incrível, que acompanhada da fotografia exuberante ajuda a manter o nível lá no alto e a sede por mais escancarada. Altamente recomendado.

Anúncios