Let_me_In_05

3

Remake com requinte.

Com o nome original de Let Me In e dirigido por Matt Reeves (o mesmo diretor do ótimo Cloverfield: Monstro (2008), esse filme é um remake do melhor filme de Terror dos anos 2000, Deixa Ela Entrar (2008), um filme sueco aclamado pela crítica e amado pelos fãs do gênero. Ele conta a história do jovem Owen (Kodi Smit-McPhee), um triste menino que sofre bullying dos valentões na escola e vive planejando uma vingança que nunca acontece, e que aos 12 anos conhece uma peculiar garotinha que se mudou para o lado de sua casa chamada Abby (Chloë Grace Moretz), que de começo parece humilde, introspectiva e tímida, mas que na verdade é uma vampira que tem que lidar com a infância sendo protegida por seu pai e se alimentar diariamente de sangue, conflitando com sua natureza pacífica e sua inocência. O nome do filme se deve ao fato da história de que os vampiros tem que serem convidados para entrar na casa de alguém ou eles morrem, e isso é retratado no filme de forma dramática e bem triste. Ambos os protagonistas são muito bem interpretados e é legal a interação e a espécie de namoro em que os dois se envolvem. No fundo, o filme é um Romance violento que nos convida a ver duas crianças em suas descobertas e tentando ajudar e proteger um ao outro, com Owen mostrando à Abby que ela pode ter uma vida normal e Abby mostrando à Owen que ele pode ser mais forte e menos indefeso, com uma grande ajuda de Abby, que o motiva e o dá coragem. A história do filme é muito bem escrita mas é demasiadamente parecida com a do filme sueco, com poucas novidades, inutilizando o remake apesar de seu requinte e classe aprimorados. É um desperdício de talento usar dois atores mirins tão promissores em uma mera cópia hollywoodiana de um filme de sucesso, e ele não é cinema essencial para todos, mas sim, apenas para aqueles que não viram o original, mas que por razões lógicas irão preferir assistir o original também pelas atuações melhores e a história mais redonda. Mas fato é, um dos dois você deve assistir, e apesar desse filme ser bom, eu não o recomendo.

Anúncios