O medo pode vir de diferentes lugares.

Filmes sobre alienígenas quase sempre são bons, né? Esse é um dos melhores. Ele conta a história de Dutch (Arnold Scharzeneger), um mercenário dos bons que tem sua equipe contratada pra enfrentar uma milícia na floresta Amazônica. Porém há uma força maligna em meio a floresta que tem sede de matar por simples esporte, e que logo começa a caçar toda a equipe de Dutch. O filme tem excelentes efeitos especiais pra 1987 e tem uma ambientação que da pavor, com animais naturais desse tipo de ambientação transitando em meio aos personagens. O visual do predador, que demora até bastante para ser revelado é muito realista e mostra um exímio trabalho das equipes de figurino e maquiagem, e o filme é bem movimentado e violento. Um prato cheio para aqueles que tem aquele gostinho sádico mas sadio de ver muita gente morrer em um filme supostamente de Terror. Eu disse supostamente porque ele é um mix de Ação, Ficção e Terror, e não puramente o nosso gênero amado, mas o filme não confunde o espectador em momento algum quanto a sua origem, e é bem pé no chão quanto a isso. Apesar de ser um filme que em uma locadora entraria nas categorias Ação ou Ficção, mas é de fato um filme de Terror, e demonstra isso durante quase toda a projeção, sem crise de identidade. A performance de Arnold Scharzeneger é visceral e pode servir de exemplo pra outros heróis do gênero. O resto do elenco não decepciona, mas também não impressiona, especialmente da parte de Carl Weathers, do qual eu esperava mais. Os diálogos são cheios de piadinhas e referências, mas não da pra eu falar todas aqui, do contrário a postagem se tornaria cansativa, mas eu dou o selo de cinema essencial para o filme e o recomendo para todo o público adulto.

Anúncios