469799

8

Willow Creek teve um minúsculo orçamento e foi produzido por amigos e interpretado por aspirantes a atores. E não é que deu tudo muito certo? O filme pode ter uma premissa boba do ponto de vista conservador, mas ainda não havia sido feito um filme tão convincente e realista sobre a história do pé grande, usando como base uma filmagem verdadeira muito antiga para que o casal de protagonistas vivenciem o horror de estarem sozinhos com uma câmera em meio à floresta com unicamente sons para assusta-los e consequentemente assustar o espectador. É um dos poucos filmes de Terror que vi na vida onde senti um incomodo muito desconfortável ao vê-lo, e só isso já conta muito para mim, eu sou resistente à filmes do gênero modéstia a parte. A narrativa é impecável e eu não compreendo a má recepção da parte do público que o filme recebeu, principalmente no Brasil. Aqui se encontra defeito em tudo, é incrível. Por se passar em uma floresta onde em 1963 supostamente houve um caso de filmagem de um pé grande por dois amigos e o notável vídeo está no YouTube pra todo mundo ver e é no mínimo desconfortante e macabro. Os sustos nesse filme não são apelativos e vem na medida certa, garantindo diversão à todos que estão abertos à uma experiência nova que investe pesado no gênero found-footage pra provar que o sub-gênero ainda tem estamina e não está completamente defasado, como se é comum pensar erroneamente hoje em dia. É um filmaço e eu recomendo à todo o público de todas as idades em busca de 80 minutos de diversão.

Anúncios