3f1dff2d04052ab0b680b7c5e0783e8d

8

As Fitas de Poughkeepsie narra a história macabra de um grupo de policiais e jornalistas que encontram dezenas de fitas com conteúdo Snuff – cenas reais de violência, tortura e assassinato – na casa de um suspeito de ser um notório serial killer de mulheres e meninas apelidado de Walt St. Butcher que tem o seu paradeiro desconhecido e continua praticando horrendos atos de violência e necrofilia ao redor da pequena cidade do interior dos Estados Unidos de Poughkeepsie.

O filme me enojou com o seu realismo e me fez chegar perto de pensar que o que eu estava assistindo era real, e não um trabalho de ficção bem realizado apesar dos poucos recursos por uma equipe mais que competente e atores capazes de imprimir a realidade em suas faces enquanto atuam. O longa foi lançado no auge do found footage, em 2007, mas só agora ganhou notoriedade e chegou as massas e acredito eu que está cumprindo o seu papel de chocar milhares de pessoas com uma das abordagens mais realistas já implementadas em um filme, não deixando dúvidas quanto ao talento inegável dos envolvidos. Algumas poucas pessoas não gostaram pela falta de Gore – violência explícita – ou por terem considerado o filme lento, mas ambas são acusações errôneas uma vez que a obra não exagera na violência explicita pra manter o realismo e o ritmo do filme é bem dosado em seus 80 minutos de duração, de forma que chegue a ser impossível que ele se torne cansativo. Mas é assim mesmo, sempre tem alguém procurando chifre na cabeça de cavalo e isso vem dês do início da era de inclusão digital, não que isto tenha sido algo ruim, afinal, opiniões divergentes devem ser respeitadas.

Concluindo, é um longa forte e animalesco que proporciona uma experiência única e sem precedentes de Horror e não deixa claro em momento algum se ele é baseado em fatos reais ou não, fazendo melhor ao deixar a pergunta no ar e causar ainda mais repulsa ao expectador com sua cara de filme proibido que ninguém devia estar assistindo. Destaque fácil para a cena onde encontram os corpos do casal em uma das cenas mais sádicas da história do cinema.

Anúncios