fargo-uma-comedia-de-erros_t5006_1

7

Fargo conta uma história real, ocorrida em 1987, protagonizado pelo incrível Steve Buscemi e conta a história de um marido que contrata dois marginais para sequestrarem e depois matarem a sua mulher rica por problemas com dinheiro e acaba envolvendo todos em uma enrascada difícil de sair, em um roteiro com potencial grandioso. As surpresas são muitas, o sangue também, e permitem que os atores explorem bem suas habilidades em um panorama amplo e sem discrepância que faz deste roteiro uma bomba prestes à explodir a qualquer momento, contando com uma extraordinária direção da parte de Joel Coen, e com uma produção robusta e certeira.

O longa se foca em dois criminosos que sequestram a mulher de um contador em uma noite fria, onde eles deixam um banho de sangue pela estrada. Isso tudo é planejado pelo próprio contador para arrancar dinheiro de seu chefe e pai da moça desaparecida. Tudo começa a dar errado quando o louco dos dois criminosos mata um policial e uma família para que não hajam testemunhas e a policia estadual começa a seguir os rastros do assassino. É um bom filme com um clima único, humor negro de ótima qualidade e atuações bombásticas. Tudo isso envolto em uma trama densa e intensa que mira no público adulto e acerta o alvo. A fotografia é ótima, os efeitos ficaram decentes, as cenas de assassinato são brutais, a direção de arte está à todo vapor e as edições são competentes o suficiente para que o filme tenha um ótimo ritmo em seus 90 minutos de duração, que são mais do que suficiente pra contar a sua interessantíssima história. É um filme competente em todos os sentidos e não desagrada quando o assunto é entreter.

Conclusão, é um bom filme e todo o público adulto que quer uma experiência diferente irá ser agradado, especialmente pela ótima performance de Buscemi.

Anúncios