1463643612_389005

4

Dirigido por Ian SBF e com título original de Porta dos Fundos: Contrato Vitalício.

Contrato Vitalício conta a história de Rodrigo (Fabio Porchat), um ator de sucesso que assina em um guardanapo de papel um contrato vitalício com o seu melhor amigo e renomado diretor Miguel (Gregório Duvivier) durante uma bebedeira após eles ganharem um prêmio em Cannes, com a promessa de que ele faria qualquer filme que o Miguel escrevesse pelo resto da vida. Miguel desaparece por 10 anos e volta dizendo que quer fazer um filme sobre a sua experiência com alienígenas que vivem no centro da Terra, e Rodrigo teme que este filme arruíne a sua carreira. O Porta dos Fundos é a maior reunião de talento humorístico nacional, mas pra vídeos curtos. Em filme, não deu certo, e como eu vi um comentário que descreve muito bem a situação do filme: ele é adulto demais para crianças e infantil demais para adultos. Gregório Duvivier é um cara espetacular, que eu admiro muito por seu humor e filosofias de vida, mas o personagem não encaixou nele. Fabio Porchat está divertido, mas com humor muito apelativo, e houve um desperdício do talento de João Vicente de Castro que é imperdoável. As filmagens do dito filme são bizarras e os acontecimentos muito desconexos e aleatórios que fazem o filme não parecer ter sido feito por uma galera tão talentosa. A maior mancada é de Ian SBF que dirigiu o longa sem a mesma atenção pra detalhes que o Rodrigo Magal, então, eu não posso em sã consciência recomendar este filme.

Anúncios