Rebecca e Martin são dois irmãos por parte de mãe que sofrem do mesmo mal. Uma figura do passado de sua mãe chamada Diana, um espírito vingativo que vive à espreita  na escuridão caçando vítimas. O roteiro é modesto mas é bem realizado, com muito Suspense em torno da entidade Diana, inicialmente de procedência desconhecida que vai sendo desdobrada no decorrer da misteriosa trama. Rebecca e Martin são personagens bem desenvolvidos, e que cativam e nos fazem sentir pena deles pelo o que estão passando. Rebecca é uma mulher independente, forte, fã de Heavy Metal e sem muitos medos, em contraste, Martin é frágil e psicologicamente afetado, com seus medos bem expostos e sua personalidade é dissecada ao máximo para maior compreensão de seu estado emocionalmente ferido. Juntos eles batalham contra Diana e contra o passado de sua mãe, que foi apagado com o passar do tempo. Eu gostaria de frisar que este filme tem um defeito sério que não é comum nas produções de James Wan: ele tem sustos apelativos e é levado nas costas por eles. São bons sustos, isto eu não posso negar, mas eles podiam ser bem mais sutis para surtirem melhor efeito no psicológico daqueles que o assistem. Resumindo, é um filme muito bom mas com um defeito grave e irreparável que o impede de ganhar um quase merecido 9, mas veja pelo lado bom. 7 ainda é uma nota bem bacana.
Anúncios