adrenalina_2

Adrenalina 2: Alta Voltagem tem ainda mais humor que o primeiro filme, além de mais cenas absurdas de sexo e palavrões à rodo. A proposta continua a mesmo. Chev Chelios, um matador de aluguel britânico – desculpa pelo erro no post passado, disse que ele era russo concluindo pelo nome mas estava errado – sofreu um acidente aparentemente mortal mas é rapidamente resgatado pelos chineses que trocam o seu coração por um artificial que precisa de energia para ser recarregado, nem que seja do atrito de uma foda, e então vemos um amontoado de cenas pitorescas de Ação e muitos excessos que tornam o filme cômico ao extremo e um prazeroso divertimento, com direito a referência a Godzilla em uma das várias alucinações de Chelios, e é uma das cenas mais positivamente ridículas e exageradas da história do cinema. Então, por que 6 estrelas com tantos elogios? Devem estar se perguntando agora e é uma pergunta plausível. Pois bem, Adrenalina, tanto o primeiro quanto o segundo é usando uma expressão bem popular, uma série de filmes bagaceira. Sem cérebro, sem roteiro, com trama rasa e insatisfatória. Ele só vale mesmo pela ação intensa e extrema violência que dispõe ao público e o humor peculiar mas efetivo, e falar sobre esse filme fica ainda mais pitoresco com a música que estou ouvindo excessivamente nos últimos dias, “All Out of Love” do Air Supply, que não tem absolutamente nada em comum com a premissa do filme por se tratar de uma música romântica e doce, o completo oposto da realidade do filme que é sexual e agressiva. Coisas da vida, né? Até a próxima.
Anúncios