a-serie-divergente-insurgente_t86358
Insurgente, infelizmente, é inferior a Divergente em quase todos os aspectos. Nele Tris e Quatro estão vivendo na Amizade após fugirem da cidade e Jeanine os culpa pelos ataques orquestrados por ela e toda a Erudição à Abnegação, que deixou centenas de mortos e transformou a cidade por hora pacífica em um antro de caos. Eles começam a ser caçados por parte da Audácia que não se refugiou na Franqueza e se aliou à Erudição, o que os obriga a fugir da Amizade e lutar por suas vidas enquanto Jeanine testa cobaias Divergentes para tentar solucionar um enigma deixado pela Abnegação que esconde segredos nunca revelados à Erudição. Pra quem não leu o primeiro post e nem viu os filmes eu estou falando grego, mas na verdade é uma aristocracia bem construída que tenta controlar o caos causado por Jeanine no filme anterior. O ponto alto de Insurgente são seus efeitos especiais, que são magníficos e de deixar de boca aberta, mas a trama aparentemente complexa não da liga e o que eu vi foi um filme meio arrastado, com poucos momentos memoráveis e comportamentos duvidosos de alguns personagens antes adoráveis. O filme não exemplifica bem a essência da série e não tem muita fidelidade com o livro em que ele é inspirado, ao contrário dos outros filmes. Se você assistir só ele ficará perdido, ele não é uma obra que tem força sozinha. Na realidade nem no contexto da saga ele tem punch e por vezes apela pro shock value pra tentar ganhar notoriedade, como quando o Quatro mata um dos vilões a sangue frio após salvar Tris, mas mesmo sendo uma cena foda, deixa questionamentos em relação a franqueza do filme com o espectador. Mas é o que tem pra hoje, e é bom, dentro de suas limitações e o incrível fim salva tudo, terminando com a melhor cena de todo o filme, um spoiler que tenho prazer de falar: a morte de Jeanine.
Anúncios