19020778.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Título Original: Awakenings

Dirigido por: Penny Marshall

Protagonizado por: Robert De Niro, Robin Williams

Gêneros: Drama, Biografia

12

4

Bronx, 1969. Malcolm Sayer (Robin Williams) é um neurologista que conseguiu emprego em um hospital psiquiátrico. Lá ele encontra vários pacientes que aparentemente estão catatônicos, mas Sayer sente que eles estão só “adormecidos” e que se forem medicados da maneira certa poderão ser despertados. Assim pesquisa bem o assunto e chega à conclusão de que a L-DOPA, uma nova droga que já estava sendo usada para pacientes com o Mal de Parkinson, deve ser o medicamento ideal para este casos. No entanto, ao levar o assunto para o diretor, ele autoriza que apenas um paciente seja submetido ao tratamento. Imediatamente Sayer escolhe Leonard Lowe (Robert De Niro), que há décadas estava “adormecido”. Gradualmente Lowe se recupera e isto encoraja Sayer em administrar L-DOPA nos outros pacientes, sob sua supervisão. Logo os pacientes mostram sinais de melhora e também mostram-se ansiosos em recuperar o tempo perdido. Mas, infelizmente, Lowe começa a apresentar estranhos e perigosos efeitos colaterais.

Tempo de Acordar conta a biografia de Malcolm Sayer, um médico visionário que curou o Mal de Parkinson em níveis avançados em pacientes que o tinham a mais de três décadas, a ponto de coma, de sua doença, lhes devolvendo uma vida normal e saudável. A história tem um tom emocional muito agradável e mostra os avanços no controle da doença que estão em progresso até os dias de hoje. É um roteiro bem dirigido e com uma atuação marcante de Robin Williams, em um de seus melhores papéis, e uma melhor ainda de Robert De Niro, que estudou muito e interpreta alguém com Parkinson com precisão. Ele é um ator camaleão que vai à fundo com todo personagem que incorpora e não é a toa que é considerado um dos melhores e mais influentes atores de todos os tempos.

Com um elenco matador, uma boa história pra contar, emoções a flor da pele, delicadeza, uma boa direção de arte e um ritmo muito inspirador, este é um filme completo e que encheu o meu coração de ternura pelo personagem Lowe, que foi uma das primeiras interpretações leves de Robert De Niro, que costuma interpretar gangsteres da máfia violentos e impetuosos desde O Poderoso Chefão II. São iniciativas bonitas como essa de retratar a vida de um médico desconhecido pelo grande público, mas que foi de suma importância para melhorar pacientes vítimas de um distúrbio grave, que deram esperança ao cinema do início dos anos noventa de não soarem apenas devaneios passageiros de mentes cansadas.

Anúncios