20170330-corra

9

Sinopse

Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Crítica

Começa parecendo um roadie movie, pra pessoas como eu que não viram o trailer antes já vem aquela sensação de já vi isso antes, depois parece um filme sobre preconceito racial, e de novo, o filme surpreende com uma temática ainda intocada no cinema de Horror, com uma mentalidade aterradora e completamente original que me deixou de queixo caído do momento da revelação do que está acontecendo com aquelas estranhas pessoas até o momento em que os créditos descem. É um filme forte, com temáticas sociais e questionamentos importantes que servem de mascara para a cruel realidade que envolve a psicótica família de Rose. O filme usa de violência extrema e ideologias bizarras para chocar e consegue com a maior facilidade do mundo, sendo um dos grandes candidatos à filme de Terror do ano graças a todas essas qualidades. Fora isso ainda temos uma fotografia impecável, atuações destruidoras, reviravoltas desconcertantes, excelentes sustos que apesar de virem em pouca quantidade vem com qualidade, um início memorável e um final que marca a história do cinema como um dos desfechos mais criativos já criados para um filme de Terror. Pra não dar muito spoiler eu só vou dizer que Corra! envolve hipnose, e ela é parte fundamental para o andamento do filme e a controversa revelação final. É um filme constante, que não me deixou sossegado ou com sono em nenhum segundo, e me manteve preso à trama como poucos filmes dos anos 2000 conseguem. A magia do filme está na escolha do elenco, que apesar de desconhecido, é composto por futuros grandes nomes da indústria assim que eles tiverem o devido reconhecimento por este lançamento avassalador, que veio para quebrar os paradigmas do Horror moderno com classe, sangue e genialidade. Se você é sensível a filmes de Horror existem melhores opções para o entreter que este, ele é realmente pesado, mas se como eu você é uma alma corajosa, vai se deliciar com a mais pura agonia e a ideia mais macabra em anos para uma obra cinematográfica que agora atingiu valor inestimável no meu conceito pelas dezenas de motivos aqui citados. Estou me esforçando muito pra não contar nenhum spoiler porque esse é aquele tipo de filme que da vontade de correr contar pra todo mundo, mas não façam isso, deixem que seus amigos, romances e familiares se surpreendam com um longa que não provoca nenhuma expectativa assim que começa e deixa embasbacado na medida que o fim fica próximo. Você nunca mais vai vir um grupo de arianos ou um leilão da mesma forma depois dessa enriquecedora e sadicamente prazerosa experiência de tortura, loucura e brutalidade que vai te deixar ligadão se sua praia são os filmes de Horror psicológicos. Sem mais. Cinema essencial. Abraços.

Anúncios